Da nebulosidade inicial, o Homem limpa os olhos, descobre o silêncio, caminha para o dia em direção à luz. O sagrado não se oculta, está em si, nele, no Homem, à procura da claridade que decorre por entre as mãos.
Do obscuro saber, o mito esmaga a exterioridade, leva o Homem à viagem interior, onde as cores revelam a presença do sagrado que se esmagam no encontro da sensibilidade, no ventre.
Da coisificação absurda, rodeante, o Homem projeta no universo, na tela, a desordem onírica, que espera, necessita, do olho, da água, da lágrima que dá ordem, sentido.
Na inquietude individual, o artista, o pintor, olha o mito, agarra a cabeça, mergulha nas cores, limpa os olhos, desvela a vida.
A Vida...

sábado, 8 de setembro de 2012

hoje vai ser uma noite a não perder...vamos todos, não podemos perder e logo às 19 horas a Sinfonieta ´de Braga entre outros artistas e formas de artes:)

 
 

5 comentários:

Lídia Borges disse...


Vai ser uma Noite Branca muito estrelada.
Estou a pensar na indumentária. ;)

Um beijo

Silvia Mota Lopes disse...

olá Lídia tens que comprar um GPS, para dares com a minha casa:)


sim vai ser uma noite espetacular acho que a juventude, Bracarenses e não só, vão estar em peso logo:)
Eu não vou toda de branco mas quase:)
beijocas

Silvia Mota Lopes disse...

Perdeste umas sardinhas assadas
com pimentos!!! :)

FA disse...

Eu não sabia, só soube hoje (estive para fora)...foi pena não ter comentado... Espero que corra tudo bem e que seja uma linda noite para todos presentes.
Beijo branco.

Silvia Mota Lopes disse...

Foi pena mesmo estava mais gente que no S.João e que na feira Romana
Tivemos que ir pelo circuito para ver os espetaculos....uma noite espetacular e os dois mais velhos ainda ficaram lá em cima...a Alícia adormeceu tive que vir embora.