Da nebulosidade inicial, o Homem limpa os olhos, descobre o silêncio, caminha para o dia em direção à luz. O sagrado não se oculta, está em si, nele, no Homem, à procura da claridade que decorre por entre as mãos.
Do obscuro saber, o mito esmaga a exterioridade, leva o Homem à viagem interior, onde as cores revelam a presença do sagrado que se esmagam no encontro da sensibilidade, no ventre.
Da coisificação absurda, rodeante, o Homem projeta no universo, na tela, a desordem onírica, que espera, necessita, do olho, da água, da lágrima que dá ordem, sentido.
Na inquietude individual, o artista, o pintor, olha o mito, agarra a cabeça, mergulha nas cores, limpa os olhos, desvela a vida.
A Vida...

sábado, 15 de setembro de 2012

" !5 "de Setembro!!!!!!



                     Estou orgulhosa da minha cidade de quem lá nasceu e de quem lá vive:)

Não é preciso atirar tomates, não é preciso atirar com garrafas, não é preciso nada disso para expressar a nossa revolta....o nosso descontentamento....mas mesmo assim estou orgulhosa do nosso povo que demonstrou ser capaz de controlar o seu lado mais agressivo...um povo culto, inteligente e como li num cartaz...algures numa cidade...o pior inimigo do governo é um povo culto:)

 Ouvi dizer que não ia adiantar nada esta voz do povo...
Eu penso que valeu a pena e muito...eu não sou cúmplice da passividade, do conformismo...a união faz a força e por mais que sejamos pequenos e fracos quando unidos somos fortes e resistentes.
Os trabalhadores e pessoas honestas é que padecem com tudo isto.  Enquanto tivermos no poder pessoas corruptas, desonestas, espertas mas não inteligentes e vigaristas o país não anda para a frente....
 O mais importante são as pessoas...há pessoas más e boas em todos os partidos....o ideal era pegar nessas pessoas boas de diferentes partidos e formar um só....com pessoas honestas e inteligentes...mas isso é uma utopia...e sabem uma coisa , isto não muda assim de um dia para o outro...a mudança é longa.....
muito demorada.....mas vale sempre a pena...e o povo não pode compactuar com a podridão dessas mentalidades...

4 comentários:

Rogério Pereira disse...

Nem tinha reparado... quando comentei o sonho acima. Eu chamei um rio de gente... e foi o que mostrou aqui, começando pela nascente!

O video é um documento extraordinário...

Silvia Mota Lopes disse...

Também acho:) está muito bem feito e foi por isso que o escolhi entre alguns partilhados no YouTube:)
Beijinho

Lídia Borges disse...


Emocionante!...
Ao entrarmos na rua do Souto, ao som de "Grândola" tive a sensação de termos voltado atrás no tempo.
O mesmo povo, a revelar-se inteiro, outra vez. Outra vez capaz de se defender dos corruptos e incompetentes que o têm menosprezado.

Um beijo

Gostei de te ver lá, onde o rio foi nascente. ;)

Silvia Mota Lopes disse...

Foi mesmo:)