Da nebulosidade inicial, o Homem limpa os olhos, descobre o silêncio, caminha para o dia em direção à luz. O sagrado não se oculta, está em si, nele, no Homem, à procura da claridade que decorre por entre as mãos.
Do obscuro saber, o mito esmaga a exterioridade, leva o Homem à viagem interior, onde as cores revelam a presença do sagrado que se esmagam no encontro da sensibilidade, no ventre.
Da coisificação absurda, rodeante, o Homem projeta no universo, na tela, a desordem onírica, que espera, necessita, do olho, da água, da lágrima que dá ordem, sentido.
Na inquietude individual, o artista, o pintor, olha o mito, agarra a cabeça, mergulha nas cores, limpa os olhos, desvela a vida.
A Vida...

terça-feira, 24 de abril de 2012

 
Posted by Picasa

Um espaço... um mundo só meu

 
Posted by Picasa

O quarto é o meu mundo

 
Posted by Picasa

Menina folha

 
Posted by Picasa
 
Posted by Picasa

desenhado de fresco


Já tenho mais folhas de desenho para desenhar.
Acabei de fazer este desenho mas não sei porque o fiz... é muito IN

domingo, 22 de abril de 2012

Exposição " Pinto palavras"


Sinopse

“PINTO PALAVRAS”

A vida é feita de encontros e desencontros;
De tudo e de pequenos nadas;
De palavras, de sonhos, de imagens, de cor;
De tudo o que nos fascina, de tudo o que nos emociona;
De sorrisos, de dor, de abraços, de amor;
A vida é como a sentimos.

Às vezes é difícil falar, às vezes é difícil partilhar, às vezes é difícil olhar para dentro, às vezes nem queremos ver, às vezes nem queremos sonhar…às vezes …um dia e mais outro…por que vivemos muito fechados em nós mesmos.
Nesta exposição a pintura e a poesia andam de mãos dadas, coabitam no mesmo espaço mas de uma forma muito intensa que não sabemos onde começa e onde acaba.
A pintura e a poesia são pedaços de vida e por isso “pinto palavras” para que as sintam.

Sílvia Mota Lopes

Um presente acabadinho de chegar!

 
Queria muito partilhar este dia com vocês.
Esta exposição tem muito significado para mim porque aborda duas realidades, dois meios de expressão: A pintura e a poesia mas que podem coabitar no mesmo espaço.
Reina a liberdade emotiva de quem recebe a imagem.
É igualmente importante o sujeito que a faz como o sujeito que a olha.
Vamos partilhar emoções, sensações e tentar juntos clarificar ideias e imagens carregadas de subjectividade.
Obrigada
APAREÇAM :)

"Um passo, por um sorriso"

 
Posted by Picasa

quarta-feira, 18 de abril de 2012

terça-feira, 17 de abril de 2012

E para terminar o dia para um novo dia:)


Queres a minha chupeta?


vou vos contar um segredo:)
quando estava a desenhar este desenho a boca da menina não ficou bem...e eu pensei e agora? o resto está bem e então para dar a volta à questão desenhei uma chupeta:)
depois lembrei-me das minhas duas filhotas que só largaram a chupeta com 4 anos!!!!
mas o meu filhote nem se quer a quis foi mais esperto....mamou até aos 2 anos e quatro meses na maminha da mãe!!!! Pois mamou tanto que não deixou quase nada para a irmã:)

Uma palestra muito interessante:)

 
Posted by Picasa

sábado, 14 de abril de 2012

Dois dias especiais para mim:)

 
O meu casamento foi no dia 20 de Abril de 1996:)
Tinha 25 anos...no dia 20 e no dia 22 fiz 26 anos
tive a minha primeira filha com 27
o segundo com 29 e a terceira com 35 anos.
O amor cresce de dia para dia...sinto-me muito feliz:)
Só sabem o que é o amor se o sentirem de verdade....o amor não é passageiro
é uma raiz bem resistente fixa na terra e é alimentada todos os dias...em todos os momentos.
Não é fácil...amor também é sofrimento, é passar por tempestades...dias de muito calor...ventos fortes e chuvas intensas.
Mas sabemos que está ali bem presente para todos os momentos da vida.
Quando soprar as velas não vou desejar nada para mim...vou desejar alimento para quem tem fome, a cura para quem está doente, o amor para quem odeia, a partilha para quem é egoista, a paz para quem está em guerra.
Não importa a cor, sexo, raça, idade, religião, política, clube...para todo o ser humano de todo o mundo:)