Da nebulosidade inicial, o Homem limpa os olhos, descobre o silêncio, caminha para o dia em direção à luz. O sagrado não se oculta, está em si, nele, no Homem, à procura da claridade que decorre por entre as mãos.
Do obscuro saber, o mito esmaga a exterioridade, leva o Homem à viagem interior, onde as cores revelam a presença do sagrado que se esmagam no encontro da sensibilidade, no ventre.
Da coisificação absurda, rodeante, o Homem projeta no universo, na tela, a desordem onírica, que espera, necessita, do olho, da água, da lágrima que dá ordem, sentido.
Na inquietude individual, o artista, o pintor, olha o mito, agarra a cabeça, mergulha nas cores, limpa os olhos, desvela a vida.
A Vida...

terça-feira, 1 de maio de 2012

Por pouco que seja! escrito há pouco:)

 
Vagueias por entre as palavras
descansas no rochedo firme
tentas proteger o teu corpo frágil
queres alcançar para além de ti
mas está longe
o teu olhar apenas consegue ver ao perto
fechas os olhos no escuro
o pensamento persiste
não tem distâncias
pode ir onde tu quiseres
mas acaba por adoecer
resta apenas um corpo dormente de dor
o pensamento deixa de existir
tal como a razão e o sentir
deixas um rasto de ti mesma
um pedaço
não és tu por inteira
mas fica qualquer coisa
embora pareça coisa pouca
pode dar vida a uma nova vida
e essa sim nunca
MORRE

9 comentários:

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Silvia, gostei do texto...Espectacular....
Cumprimentos

Silvia Mota Lopes disse...

Olá Fernando
Obrigada:)
Bjo

Curiosidades disse...

Bela proposta.
Parabéns!
Ei!!!
Me ensina como colocar música assim como covê fez. rsrsrs

Silvia Mota Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Silvia Mota Lopes disse...

Não sei fazer isso, pedi ajuda ao meu marido:)

Alla disse...

Oi Sylvia, um blog maravilhoso.

FA disse...

Muito bom amiga, só podia sair de uma lindeza como "tu"...

Beijocas e de uma vez por todas tens que perguntar ao Lino como colocou a música, hihihi...

Fica bem :)

Silvia Mota Lopes disse...

não gozes hihihi:)

Silvia Mota Lopes disse...

Obrigada Alla:)
beijinhos