Da nebulosidade inicial, o Homem limpa os olhos, descobre o silêncio, caminha para o dia em direção à luz. O sagrado não se oculta, está em si, nele, no Homem, à procura da claridade que decorre por entre as mãos.
Do obscuro saber, o mito esmaga a exterioridade, leva o Homem à viagem interior, onde as cores revelam a presença do sagrado que se esmagam no encontro da sensibilidade, no ventre.
Da coisificação absurda, rodeante, o Homem projeta no universo, na tela, a desordem onírica, que espera, necessita, do olho, da água, da lágrima que dá ordem, sentido.
Na inquietude individual, o artista, o pintor, olha o mito, agarra a cabeça, mergulha nas cores, limpa os olhos, desvela a vida.
A Vida...

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Braga Romana 2012

6 comentários:

Gaspar de Jesus disse...

parabéns Sílvia por registar um evento de tamanha importância.
Gostei muito.
bjs
G.J.

Silvia Mota Lopes disse...

Obrigada Gaspar
beijinho Grande:)

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Muito interessante, este fim de semana também é a Feira Medieval em Lamego, este ano em moldes um pouco diferentes vistos que o castelo se encontra em obras, então o tema será baseado nas primeiras cortes de Portugal...
bj

* Sílvia, será possível retirar a verificação de palavras para comentar, é que nada tem de benéfico e é muito irritante para quem comenta, tornando por vezes quase impossível!

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

e,... obrigado pelos beijinhos à Mariana e Joana, hoje a Mariana faz anos, 7!!!
Tb gosto muito do Braga, até gostava que tivesse sido campeão este ano!
Bjs

Silvia Mota Lopes disse...

Parabéns à Mariana pelos 7 anos a minha mais nova tem seis faz sete em Janeiro:)
Uma feira Medieval divertida para todos:)
Obrigada pelo Braga....é sempre bom ouvir essas coisas, não gosto de fanáticos, gosto de bons desportistas, justos e realistas.
Tudo tem o seu equilibrio....
beijinhos

Silvia Mota Lopes disse...

logo eu vou retirar essa coisa!:)