Da nebulosidade inicial, o Homem limpa os olhos, descobre o silêncio, caminha para o dia em direção à luz. O sagrado não se oculta, está em si, nele, no Homem, à procura da claridade que decorre por entre as mãos.
Do obscuro saber, o mito esmaga a exterioridade, leva o Homem à viagem interior, onde as cores revelam a presença do sagrado que se esmagam no encontro da sensibilidade, no ventre.
Da coisificação absurda, rodeante, o Homem projeta no universo, na tela, a desordem onírica, que espera, necessita, do olho, da água, da lágrima que dá ordem, sentido.
Na inquietude individual, o artista, o pintor, olha o mito, agarra a cabeça, mergulha nas cores, limpa os olhos, desvela a vida.
A Vida...

sábado, 19 de maio de 2012

Mesmo com dor de cabeça...e a precisar de dormir ...

 
Vou ler...beijar as palavras...
viajar no imaginário das coisas
dos seres e da natureza
sentir aquela emoção a mais forte
palpitando no meu peito
chilrear melodias
soltar palavras sem jeito
vaguear na noite fria
ululando a minha presença
sentir o quente e o molhado
da minha morte à nascença


Escrito e desenhado de fresco:)


7 comentários:

MA FERREIRA disse...

:) Lindinho esta menininha leitora!!!

bjinho gordinho!! ( aprendi rs )

Silvia Mota Lopes disse...

olá MA um beijinho Gordão:)
uma boa semana para si e para a sua família
aprendeu com a FA não foi? :)

FA disse...

Eu venho cá para aprender algo e pelos vistos ando ensinando as meninas, isso é maravilhoso! rsrsrs..

Lindo desenho sobre a leitura amiga!

Pra ser diferente:
Beijokinhas grandinhas! ;)

Silvia Mota Lopes disse...

Bem... e agora ....

Beijocas Gigantes até à lua ida e volta:)

MA FERREIRA disse...

É guerra?
então vamos lá: beijão grandão do tamanho do céu ( da boca ) rsrsrs

Silvia Mota Lopes disse...

Gostei dessa! o meu beijo tem nome de viajante
viaja para onde eu o quiser levar
agora vai para o Brasil para a Ma o resgatar:) Eh Eh

Silvia Mota Lopes disse...

Guerra é guerra que a guerra fosse ela de beijos! :)