Da nebulosidade inicial, o Homem limpa os olhos, descobre o silêncio, caminha para o dia em direção à luz. O sagrado não se oculta, está em si, nele, no Homem, à procura da claridade que decorre por entre as mãos.
Do obscuro saber, o mito esmaga a exterioridade, leva o Homem à viagem interior, onde as cores revelam a presença do sagrado que se esmagam no encontro da sensibilidade, no ventre.
Da coisificação absurda, rodeante, o Homem projeta no universo, na tela, a desordem onírica, que espera, necessita, do olho, da água, da lágrima que dá ordem, sentido.
Na inquietude individual, o artista, o pintor, olha o mito, agarra a cabeça, mergulha nas cores, limpa os olhos, desvela a vida.
A Vida...

sábado, 26 de maio de 2012

Esta é a MÃE da MISSI :)

 
Posted by Picasa

4 comentários:

FA disse...

Que gira! Ela tem 3 cores e a Missi ficou com duas... Também quero uma...

Silvia Mota Lopes disse...

É verdade ela tem três cores e a Missi ficou preta e branca e eu acho que o pai é cinzento , não tenho a certeza! :)
é uma gata que não dá trabalho nenhum é super carinhosa, pressente quando não estamos bem...é a coisa mais fofa!
sabes foi oferecida...veio de Lisboa
de comboio até Braga, veio com 6 meses...já faz parte da família. :)

FA disse...

Queria um(a) filhote da Missi...
Ela não vai ser mamã? Todas as fêmeas devem ser pelo menos uma vez na vida mamãs...não acha?
Bem se isso acontecer sou a 1ª de lista rsrs...
Bjcas :)

Silvia Mota Lopes disse...

Pois mas infelizmente a Missi não pode ser mãe:( foi uma condição imposta por quem a ofereceu...sabes a mãe da Missi já ganhou alguns prémios, nesses concursos e exposições de gatos mas isso não interessa nada...o mais importante é que a gata é bem tratada e está bem connosco:)
beijinhos:)