Da nebulosidade inicial, o Homem limpa os olhos, descobre o silêncio, caminha para o dia em direção à luz. O sagrado não se oculta, está em si, nele, no Homem, à procura da claridade que decorre por entre as mãos.
Do obscuro saber, o mito esmaga a exterioridade, leva o Homem à viagem interior, onde as cores revelam a presença do sagrado que se esmagam no encontro da sensibilidade, no ventre.
Da coisificação absurda, rodeante, o Homem projeta no universo, na tela, a desordem onírica, que espera, necessita, do olho, da água, da lágrima que dá ordem, sentido.
Na inquietude individual, o artista, o pintor, olha o mito, agarra a cabeça, mergulha nas cores, limpa os olhos, desvela a vida.
A Vida...

terça-feira, 17 de abril de 2012

Queres a minha chupeta?


vou vos contar um segredo:)
quando estava a desenhar este desenho a boca da menina não ficou bem...e eu pensei e agora? o resto está bem e então para dar a volta à questão desenhei uma chupeta:)
depois lembrei-me das minhas duas filhotas que só largaram a chupeta com 4 anos!!!!
mas o meu filhote nem se quer a quis foi mais esperto....mamou até aos 2 anos e quatro meses na maminha da mãe!!!! Pois mamou tanto que não deixou quase nada para a irmã:)

4 comentários:

Amapola disse...

Boa noite, querida amiga Silvia.

Que lindo que ficou!!
Criança com chupeta, fica tão meiga...

Você é muito inteligente! A boca não lhe agradou, deu-lhe uma chupeta e virou show!!

Parabéns!!

Beijos.

Silvia Mota Lopes disse...

Obrigada Amapola, temos que dar a volta às situações!
beijinhos e uma boa noite e Happy Day:)

MA FERREIRA disse...

Silvia...ficou uma graça com a chupeta. Acho que a boca ficou ruim de propósito..rsrs

A Bruna minha filha mamou até os 4 anos!!!

Bjinho..

Silvia Mota Lopes disse...

NOSSA!!! mamou na chupeta ou na maminha?
bem eu já achei que o meu mamou até muito tarde, 4 anos é demais!!! Ainda bem que os meus não mamaram até aos 4 anos :)
beijinhos vou tomar um chá:)
um beijo grande